Da ordem picotada das coisas

Angústia Daquelas que a gente não sabe de onde vem nem pra onde vai É a idade É o trabalho A falta de trabalho De motivação Consciência de não saber o que fazer com a motivação Daí escrevo tudo picotado assim Por não saber o que fazer com as palavras A não ser botá-las aqui…

No liquidificador

Não me domo por inteiro, só um pedacinho. Só um pedacinho de mim me obedece. É um exercício, esse de me colocar sobre tudo, essa tentativa de manter o controle sobre todas as coisas. Pelo amor de Deus Não vê que isso é pecado desprezar quem lhe quer bem Não vê que Deus até fica…

A Orelha de Van Gogh

Na minha família se dizia que casamento e nascimento dos filhos são as datas mais importantes da vida de uma mulher. Eu demorei um pouco a entender que sou eu quem escolhe quais datas são importantes pra mim, e elas podem ter nada a ver com o fato de ser uma mulher. Mas não é…

Cadê o podcast que estava aqui?, parte II + anúncios empolgantes

Como alguns de vocês sabem, no ano passado eu abandonei casa e carreira para embarcar nessa que tem sido a maior e mais difícil aventura da minha vida: a dedicação séria, responsável e profissional à arte e aos meus dons. Traduzindo: não me violentar mais realizando trabalhos sem paixão e interesse genuíno. Durante seis meses,…

(De)compondo-se

cada vez mais profundamente lá vai o jovem artista a expor-se todo a importante etapa de compartilhar, diria Amanda Palmer ri e espera pelo inesperado indivisivelmente visível cobaia de si mesmo enquanto por dentro decompõe   lê e não entende intentos herméticos ou jorro sincero e tão intrínseco? somos o mesmo, eu sempre digo, nós…

Biônico

Escrevo. Apenas escrevo. Coisa própria do autômato, atravessado por um fio vivo e culminante. Eu não sei o que eu sou e não sei o que você é também. Talvez sejamos só um punhado de engrenagens ou junção problemática, ou não, de engrenagens, medos e desejos. Não se sabe, apenas colete, conecte, compartilhe. Colete, conecte,…

FLPE & Vei – Rounds

Esse vai ser um post diário, bem ao estilo blog. Seis dias depois de lançar “Rounds” oficialmente, estou pintando o cabelo e tenho um insight: e por que não FLPE em vez de F? Como The Weeknd (The Weekend), JMSN (Jameson), DNCE (Dance)? Pelo menos é mais fácil de explicar. Mercadologicamente, digamos, cabe melhor com…

Rounds

Enquanto escrevo esse texto, estou ouvindo a versão final da minha primeira música, produzida pelo Vei Beats. Sim, eu estou cantando, numa faixa profissional. E embora muitas vezes, sozinho no meu quarto ou no banheiro, eu tenha sonhado com esse momento, não achei que uma oportunidade como essa rolaria assim, agora, da forma como tudo…

Palavras Só Mudam Pessoas #6: temos um probleminha aqui

Na verdade, probleminhas, no plural. Mas podem ser problemões também. O que não pode é ficar sem discutir alguns temas que têm balançado a nossa sociedade, por mais que a gente sonhe com o Éden. A internet não funciona, os ratos nos visitam com frequência (e você não quer matá-los, porque agora a morte deles…

A tempestade

1. Os planetas estão retrógrados E é como se a vida parasse por instantes Ou se arrastasse Há outras inquietações no céu Uma pancada acerta em cheio o peito da jovem senhora Caímos ou só cambaleamos? 2. Não fale em crise, trabalhe Não questione, trabalhe Não pense, trabalhe Tripalium Ou o trabalho como punição 3….

Carta aberta a Alice Rocha

Um e-mail convocador, uma resposta pública. Publicado originalmente em 30 de junho de 2015, “Carta aberta a Alice Rocha” já trazia muitos dos questionamentos sobre vocação e trabalho que mais adiante me levariam a provocar uma grande transformação na minha história pessoal e profissional. Todos esses pensamentos e dificuldades compartilhados em tempo real com um público…