Pela permanência da vida

Um homem surge com um discurso positivo sobre a vida e aquele momento te move. Suas ideias são inspiradoras e ele é jovem e louco – que quer que isso signifique. E ele vive e pensa de forma inspiradora, portanto, ele inspira. Os encontros são tão transformadores quanto as dúvidas e as certezas.

Ele achava que, cansados de jogos, abríamos-nos para o que não conhecíamos. “Educar é preparar para a vida”, para bons e maus afetos. Crianças e adultos precisam de amor, carinho, cuidado. A idade, a passagem do tempo, é veloz, embora o envelhecimento seja uma dádiva.

Então, vivenciar e compreender o envelhecimento era um processo reconfortante e doloroso, que começava cedo, mas do qual só nos dávamos conta em certa altura da vida. “Stop running to the future” era uma linda e cruel utopia. Viver era como ter um vício: instiga, transforma, corrompe, estimula, cansa. Era como lembrar daquela noite em que o chão estava coberto de bolhas de sabão, ou da guerra de bolas de papel das adultas crianças na escadaria tomada por vermelho e fumaça, e sentir que daquele tempo a hoje tantas e tantas outras histórias passaram.

Dormir, acordar, dar movimento ao que já é (ou deveria ser) dinâmico. Encontrar outros corações pulsantes, experimentar o gosto das tragédias, mas, também, o sabor da sorte. Era bom experimentar o lado bom das coisas. Experimentar o lado bom também nos tornava mais fortes, também fazia da nossa pele mais espessa.

Ele queria que o esforço de Deus em compreendê-lo fosse o mesmo que ele empregava na busca de compreender a Deus. Seu amor e respeito eream sinceros, embora ele não soubesse o que Ele era. Sentia coisas inclassificáveis e temia por tantos pontos de interrogação e reverberações.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s